terça-feira, 20 de junho de 2017

Raras borboletas

Recolho e distribuo afeto, há quem não saiba dar e alguns que não conseguem acolher. Sem amargor. Sigo dividindo com quem sabe o amor, metamorfoseando relações pra que não sequem, apesar das mudanças. Um dia somos lagarta outros borboleta, momentos em que o casulo é necessário e outros em que não faz sentido... Há quem não entenda, mas a vida segue na mesma paisagem. .. Os que conseguem enxergam cores lindas bailando no ar. .. Os outros? ... Tvz um dia despertem do umbigo e dos dias cinzas... E nesse despertar podemos estar ou não por ali, o mundo é enorme, o tempo é imenso, e as borboletas tão lindas quanto breves. ..

Nenhum comentário: