sexta-feira, 16 de junho de 2017

Ensaio e farsa

Dos que me acham fria, não sabem a imensidão de sentimentos que eu guardo em mim... os camuflo bem, guardo longe das palavras displicentes que saem da minha boca. Eu finjo bem nos discursos, esse meu jeito livre de ser... pra ver se eu ensaio essa liberdade e assim me liberte de tanto sentir... Tem um mundo calado inundado de sentimentos românticos submersos em mim... É que eu não sei gostar pouco, não sei nada de leve e isso fode muito... Então antes que pese eu ao menos finjo não gostar... pra não explodir com tudo... Eu finjo que é só pra gozar, ensaio desapego, chego até acreditar... consigo até nos enganar.

Nenhum comentário: