quinta-feira, 22 de junho de 2017

Conselho

Aconselho aos casais que começam ou recomeçam:
Não minta a si mesmx. A verdade posta pra fora a todo custo fere, serve mais para expurgar mentes culpadas do que pra cicatrizar corações e relações.
Não minta pra si mesmx, é uma boa forma de ser leal ao outrx.
Não aceite dar nem receber migalhas.
Não cobre nem aceite cobranças. Ninguém muda ninguém, apenas a si mesmo. É uma dança, com passos de escolhas. E escolha não significa término, significa, até onde eu aguento, até onde eu mereço, até onde eu aceito, até onde eu escolho mudar.
É uma dança, não um jogo. Não aceite jogos.
Não se culpe, mude (se necessário).
Não culpe, aja (se necessário).
Avalie necessidades, vontades, desejos (são coisas semelhantes mas profundamente diferentes).
Toda diferença tem limites, toda indiferença tem limites, toda semelhança também. Sinal de alerta. Afinal, ser indivíduo, ser existencial com escolhas próprias também é fundamental.
Dança. Acompanhe os passos da dança enquanto é possível bailar.
O descompasso, pisão no pé, ritmo oposto, desgosto. Assim não embriaga como dançar...
Companheirismo é continuar dançando, ainda que mude o ritmo. Se não é mais sua música, não é mais sua dança... Ou não. As pessoas precisam de tempo. É escolha saber querer esperar. Às vezes os ritmos são outros, mas uma hora dá pra se reencontrar... É questão de optar.
Aconselho que me esqueça. Afinal, já diz o ditado...


Nenhum comentário: