segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Caminhos

Perco-me pelos caminhos... Que caminhar não é rotina... E existe toda uma vida feita de caminhos. Perco-me em conversas, fito fitas passageiras, às vezes conversa alheia, às vezes em escutar (canções antigas, sempre buscadas, sempre vívidas...), livros, intrigas, pensamentos vãos (que vão, vão também...). Já disse um amigo, a festa é só um lugar: É seu caminho e caminhar que lhe dá sentido... Talvez rotina seja caminho sempre andado, por isso prefiro os desandados, esses sabem caminhar... Talvez por isso canse-me de estar sempre em casa, pois que é feito de estrada o tal do caminhar... Caminho sem fim, sem rumo, sem lugar, sem parada, sem estrada, sem pestanejar, porque há toda uma vida feita nos caminhos, não no chegar.

Um comentário:

Profe. Vany disse...

E afinal, mais importante do que a chegada é a travessia...